C E C I L I A      A N D R É

Statement

Penelope, esposa de Homero, na mitologia grega,  tece e desmancha o tecido de seu tear a fim de controlar seu tempo e seu destino. Assim como Penelope, teço pinturas que questionam seus formatos e espaços internos, e que buscam sua razão de ser perante a passagem do tempo.

Meu trabalho emerge de um processo que revela seu destino ao se desdobrar ao invés de usar planos pré-concebidos. Percebo o comportamento dos materiais ao esticar e passar demãos de gesso, desse modo posso intuir as ações que cada trabalho pede de mim. As tensões da grelha do tecido esticado sugerem as direções e os conflitos inerentes a resolução de cada obra.

Pedaços de tecido costurado parecem formar terrenos montanhosos, a qual tem sido a base de meu trabalho atual.  Essa nova configuração do espaço ora recortado, ora comprimido, molda e determina o meu pintar. As brechas entre os largos pontos da costura esgarçada e entre os pedaços de tecido esticado, tornam-se parte intrínseca do meu campo de trabalho. Pinturas se transformam em objetos escultóricos incitando o repensar de ideias pictóricas.

In Greek mythology, Penelope weaves and takes apart the mesh in her loom in order to shape time and destiny.  In a similar vein, I weave paintings that question their form and internal spaces while striving to find their relevance despite the passage of time.

My work evolves from a process which eventually reveals to me its outcome and not from a pre-conceived set of plans. As I stretch and gesso my canvases, I gauge the materials and notice how they behave so as to intuit the actions called for that piece. The tensioned grid formed by the warp and weft of the woven fabric often suggests the direc-tion and the conflicts that will shape the outcome. 

Pieces of sewn fabric create a mountain-like terrain. These folds act as a base for my current work. This new configuration of space - in turn cut up, stretched or compressed - modifies my painting. The empty spaces of the gaps in fabric pieces and of my loose stitches are part of the picture plane. Paintings morph into sculptural objects reevaluating representational ideas.